MENOPAUSA PRECOCE E OS SEUS SINAIS.

Postado em


Os sintomas da menopausa precoce são os mesmos da menopausa comum e, por isso é frequente que surjam problemas como secura vaginal ou ondas de calor. No entanto, esses sintomas se iniciam antes dos 45 anos de idade, ao contrário dos da menopausa que são mais comuns após os 50 anos.

Este tipo de menopausa precoce acontece principalmente em mulheres com mãe ou irmãs que passaram pelo mesmo problema de menopausa precoce, mas também pode surgir devido a outros fatores como fumo, ligação das trompas, retirada do útero e dos ovários ou uso de tratamentos como radioterapia e quimioterapia, por exemplo.

 

Se acha que pode estar com os sinais apresentados abaixo, talvez seja a hora certa de ter uma consulta médica com um especialista (Ginecologista)

  1. Menstruação irregular 
  1. Ausência de menstruação por 12 meses seguidos 
  1. Ondas de calor que começam de repente e sem causa aparente 
  1. Suores noturnos intensos que podem interromper o sono
  2. Cansaço frequente 
  1. Alterações de humor como irritabilidade, ansiedade ou tristeza 
  1. Dificuldade para dormir ou menor qualidade de sono 
  1. Secura vaginal 
  1. Queda de cabelos 
  1. Diminuição da libido

Apesar de serem os mesmos da menopausa, é possível que sejam sentidos com maior intensidade devido à brusca interrupção na produção dos hormônios sexuais.

 Como é o diagnóstico 

O diagnóstico da menopausa precoce deve ser realizado pelo ginecologista, e é geralmente feito quando existe ausência de menstruação ou quando esta é irregular, e através da realização de exames de sangue que permitem a dosagem dos hormônios FSH, estradiol e de prolactina, de um teste sanguíneo de gravidez que avalia a possibilidade de gestação ou de um teste genético.

Quando não existem sintomas, o envelhecimento prematuro dos ovários é geralmente diagnosticado apenas quando a mulher esta tentando engravidar e tem

dificuldade, ou quando realiza tratamentos com hormônios para avaliar sua fertilidade.

Além disso, o envelhecimento prematuro dos ovários pode causar outros problemas além da diminuição do número de óvulos, como aumento das chances de aborto, má qualidade dos óvulos que restam ou maiores chances de doenças genéticas, risco aumentado para desenvolver doenças cardíacas ou doenças ósseas como osteoporose, e maior tendência para ter problemas de depressão ou ansiedade.

 

Fonte: Dr.ª Sheila Sedicias

Ginecologista

0 comments

Deixe um Comentário

Todos os comentários estão sujeitos a moderação

Bem-vindos

Subscrevam a nossa lista